Educação, Gentileza e Respeito no Ambiente Profissional

Domingo, 04 de Setembro de 2011
Educação, Gentileza e Respeito no Ambiente Profissional

É junto à família e no trabalho que as pessoas permanecem o maior tempo de suas vidas.
Portanto, saber manter a harmonia com as pessoas no ambiente profissional, é tão importante quanto manter a harmonia no lar junto à família.
Regra geral, as pessoas fazem, e devem fazer, o maior esforço para manter a união e a saudabilidade da família, mas, às vezes, não empregam o mesmo esforço e a energia necessária para assegurar inter-relações saudáveis também no trabalho.
Na realidade, a forma como as pessoas se tratam ou se relacionam dentro de casa servem de referencial para o relacionamento fora de casa. Analogamente, há uma grande possibilidade de quem não é gentil com os próprios familiares de também não ser gentil com os colegas de trabalho.
Assim, a educação, a gentileza e o respeito devem ser treinados o tempo todo, em casa, no lazer e no trabalho. Pela manhã, ao acordar, pode-se lembrar que existem palavras especiais e com efeito mágico: “bom dia, boa tarde, boa noite, com licença, por favor, por gentileza, desculpe, obrigado, prazer em rever, como vai?”. Essas palavras quando mentalizadas e treinadas serão usadas naturalmente durante os contatos pessoais no dia-a-dia e farão enorme diferença no ambiente profissional. Elas fortalecem, por si só, atitudes e comportamentos proativos.
Cumprimentar ou conversar com fisionomia carrancuda não aumenta a autoridade ou a inteligência de ninguém. Levantar o queixo, empinar o nariz, gritar, espumar pela boca, esbugalhar os olhos ou dar murros na mesa também não aumenta a produtividade e a cooperação de ninguém. Pelo contrário, se houver a impressão que há qualquer colaboração, ela acontecerá apenas na aparência.
Assim, é importante que se cumprimentem as pessoas com simpatia e, se possível, acrescente-se ao gesto a comunicação oral com aquelas já citadas palavras mágicas.
Isso também não quer dizer que cada vez que se encontrar as mesmas pessoas, elas devam ser cumprimentadas com abraços e beijinhos. Seria exagero e uma enorme perda de tempo. Ao reencontrar pessoas já cumprimentadas anteriormente, basta um gesto, um aceno de cabeça ou de mão, ou um sorriso para a gentileza se concretizar.
O julgamento, o tratamento e a deferência para com o profissional devem prevalecer sobre opiniões ou criticas de caráter estritamente pessoal.
Claro, que o tratamento no ambiente profissional também dispensa o uso de palavrões, gírias, atitudes desagradáveis, etc.
Ambiente profissional sem educação, gentileza e respeito, é ambiente insalubre!

Assunto: Ambientes Profissionais, Atitudes e Comportamentos

Voltar
Etiqueta Social - Pronta para usar

JOSUÉ INDICA: