PESSOAS INTELIGENTES, EDUCADAS E ELEGANTES

Quinta-Feira, 06 de Junho de 2013
PESSOAS INTELIGENTES, EDUCADAS E ELEGANTES

Diz-se que viver é uma arte! Ora, a arte exige talento.

De fato, é assim mesmo: saber viver exige virtudes como educação, respeito, gentileza, elegância, atitude e muito jogo de cintura.

Desenvolver e fortalecer essas virtudes permitirá agir da melhor maneira com as mais diferentes pessoas, potencializando a capacidade de relacionamento, inclusive com aquelas que são complicadas e difíceis de lidar.

Esse é o ônus que se têm pelo bônus de se ter um trabalho e se viver em sociedade, buscando-se, o tempo todo, fortalecer a imagem e, claro, o conteúdo!

Para ser aceito, bem vindo, bem quisto e bem visto não é preciso saber contar piadas engraçadas e não é necessário ficar rindo o tempo todo. Pelo contrário, no trabalho e na sociedade as pessoas têm que ser, parecer e mostrar que são absolutamente confiáveis, sérias e honestas.

Existem várias situações que acontecem diariamente nos diversos ambientes que exigem que se aja educadamente e inteligentemente. Entretanto, na realidade, o que se observa é que ao mesmo tempo em que as pessoas desenvolvem conhecimentos técnicos específicos, muitas vezes desconhecem comportamentos básicos de educação, de gentileza e de elegância. Saber falar na língua inglesa ou outro idioma, não explica ou justifica não saber falar ou escrever corretamente na própria língua, não saber cumprimentar, apresentar ou cometer gafes no momento de conversar; não saber se comportar num restaurante ou jantar de negócios, não saber usar os talheres, ou pior, segurar garfo e faca como se fossem espada, enxada, pá ou rastelo. Não é aceitável que alguém não saiba se vestir para o trabalho ou para visitar um cliente. Ora, desde que haja o necessário interesse, todas essas informações são acessíveis e disponíveis.

Pessoas inteligentes e educadas devem conhecer ações simples e básicas, mas esquecidas, que acontecem no cotidiano profissional ou social, como saber entrar ou sair de uma sala ou recinto de outra pessoa; saber se sentar corretamente; saber colocar os dados no cartão profissional e saber como entregá-lo ou recebê-lo; saber como se comportar à mesa e ter o domínio do uso de talheres, taças, etc. em restaurantes, self services, almoços ou jantares de negócios; saber trajar-se corretamente, conforme o seu trabalho, o local, o evento, a ocasião ou a situação.

Parece muito, mas não é! Afinal, sem educação, perdem-se os amigos e o trabalho!

Assunto: Atitudes e Comportamentos

Voltar
Etiqueta Social - Pronta para usar

JOSUÉ INDICA: