HOMENS: Aprendendo a se vestir

Quinta-Feira, 26 de Abril de 2012
HOMENS: Aprendendo a se vestir

Roupas apenas vestem. A qualidade fortalece a sua imagem.

Em todas as reportagens ou matérias anteriores já publicadas na Revista Santa Mônica, procurou-se esclarecer quais eram os trajes corretos ou recomendados para todas as ocasiões e situações. Entretanto, pela primeira vez se usará este espaço para enfatizar a importância da qualidade do vestuário masculino.

A qualidade se refere à durabilidade, ao conforto, à textura e à clara percepção que as pessoas terão a respeito do quanto o usuário se autovaloriza. Alguém que almeja um cargo gerencial, executivo ou de chefia, e, que naturalmente, servirá de referência ou modelo para seus subordinados e assessores, obrigatoriamente, deve passar uma imagem de bom de gosto. Afinal, no meio social ou profissional, todos são observados e avaliados.

Na busca pela objetividade e ao mesmo tempo pela abrangência, podem-se citar alguns itens:


1. Sapatos

Com solados de couro, sempre valorizam o restante do vestuário. Lembrando que os modelos sociais derby e oxford são sinônimos de elegância absoluta quando se estiver com roupas sociais. Enquanto que para o traje esporte fino (sem gravata), próprio para ser usado na maioria dos locais de trabalho, ao se usar sapatênis ou sapatos casuais (modelos brogue, monkstraps, mocassins, etc), o solado de couro continua valorizando o usuário.
Por quê? Simples, o pé tem conforto e não parece deformado, nunca!

2. Meias

A qualidade das meias sempre conta. Com sapatos sociais e casuais, usam-se meias sociais em algodão mesclado. Com tênis, usam-se meias em algodão, estilo soquetes.

3. Camisas

Muitas dessas peças são muito bonitas quando são olhadas nas vitrines. Entretanto, após a primeira lavada...que decepção! Perdem as cores, aparecem fios soltos, os botões se desprendem, aparecem bolinhas, descosturam, e, o usuário...

Nunca se pode esquecer que a qualidade da camisa é observada pelo punho, pelo colarinho e mais visivelmente ainda, pelos botões. Botões de plástico? Que horror! Os botões em madrepérola com duas ou três camadas de discos superpostos referenciam que a camisa é de boa qualidade.
Camisas sociais ou casuais, principalmente, em algodão egípcio, associam qualidade, durabilidade, conforto e aparência. Os melhores cotonifícios do mundo fabricam essas camisas com todo o esmero.

4. Gravatas

É preferível ter três gravatas de seda do que uma coleção de gravatas de poliéster. Com certeza, sabendo quais cores combinam com todos os costumes é facílimo ter apenas três gravatas de seda, e, as pessoas pensarem que elas são muitas. E o caimento? Simplesmente fantástico!

5. Costumes (Ternos)

Aí está uma grande questão! O costume tem que ser fresco no verão e quente e confortável no inverno. Como isso é possível? Usando-se costumes em lãs de merino (lãs frias). São os famosos numerosinhos que se vê nas vitrines: 100's, 120's, 150's... Essas lãs respiram e permitem a ventilação. Os melhores lanifícios e estilistas do mundo usam somente esse tecido. Elas não suam, não perdem o vinco e nem o caimento. Dessa forma, a sua durabilidade e aparência, se bem cuidados, permanecem, facilmente, por mais de 15 anos. Diferentemente, os costumes em tecidos de poliéster brilham ao sol e o usuário se apaga. Quem precisar ou quiser mostrar uma imagem bem sucedida, desde numa entrevista de emprego, num encontro de negócios ou até para pedir um justificado aumento de salário: deve usar costume em lã fria.

Embora não seja um hábito desta Coluna fazer comercial, no intuito de facilitar, ajudar e fortalecer as informações, sem nenhum constrangimento, pode-se indicar e recomendar, numa relação custo benefício, que todos esses itens mencionados neste artigo podem ser encontrados nas Lojas Aramis Menswear nos shoppings Barigui e Müller.

Pode-se conferir...

Assunto: Vestuário

Voltar
Etiqueta Social - Pronta para usar

JOSUÉ INDICA: